Qual a diferença da insônia crônica para a insônia comum?

Está com problemas para descansar à noite? Será que isso é algo natural e que pode acontecer com todos, ou será que é um distúrbio do sono? Veja hoje qual a diferença da insônia crônica para a insônia comum.

Qualquer pessoa pode passar por uma ou outra noite em claro. Porém, quando se repete por vários dias na semana, é preciso ficar atento. Acompanhe o artigo e descubra quando é o momento de procurar um tratamento contra a insônia.

O que é insônia comum?

A insônia comum é aquela que acontece uma noite antes de algum evento importante. Ou seja, ela não é recorrente e tem uma causa clara para estar acontecendo. Também pode vir após uma briga com um ente querido.

Todos podem passar por madrugadas insones. Afinal, o ser humano está sujeito às suas emoções e preocupações. Nem sempre é possível manter a calma e isso pode causar dificuldades para dormir.

Esse caso não é considerado um distúrbio, mas uma condição natural que pode acontecer com qualquer pessoa. A insônia comum pode atingir tanto crianças, jovens, adultos quanto idosos.

Ficar acordado durante uma noite de grandes expectativas ou aborrecimento é considerado um caso totalmente normal. Este problema não apresenta alguma regularidade e não vem depois de uma sequência de noites sem dormir.

O que é insônia crônica?

A insônia crônica é uma condição que ocorre quando há os seguintes sintomas há mais de três meses: complicações para começar o sono, resistência para dormir em um horário razoável, acordar com frequência durante a madrugada e dificuldades para dormir sem uma figura de autoridade perto, como pais, parentes ou cuidadores.

Se os problemas para dormir ultrapassam 90 dias, ocorrendo, pelo menos, três vezes por semana, o caso já evoluiu para a insônia crônica.  Por isso, é importante cuidar da qualidade de sono ainda nos primeiros sinais.

Alguns cuidados para evitar esse distúrbio são: ter uma vida mais ativa, evitar café e bebidas alcoólicas, não ver televisão na cama, comer alimentos leves durante a noite e fazer atividades relaxantes antes de dormir.

Além dessas medidas, há soluções naturais para melhorar o sono, como os suplementos contra a insônia, os exercícios de respiração, a meditação, os chás e os remédios caseiros.

Qual a diferença entre insônia crônica e insônia comum?

A diferença entre a insônia crônica e a insônia comum está na recorrência do caso. Ou seja, quando a pessoa passa apenas uma noite acorda e há um motivo, é um caso ordinário.

Entretanto, quando ela costuma acordar diversas vezes durante sua semana e não consegue voltar a dormir, pode ser o caso de um distúrbio do sono. Por isso, ao notar a repetição das noites insones é preciso procurar orientação médica.

Apenas o especialista em saúde poderá dizer se o quadro é ou não insônia crônica. Caso seja constatada a presença do distúrbio, o médico receitará o melhor tratamento, que inclui: mudança de hábitos noturnos, prática de atividades físicas e medicação.

Por isso, é importante tratar o problema o quanto antes. Uma das melhores formas para tratar a insônia é recorrer aos suplementos naturais contra a falta de sono. Eles atuam estimulando a liberação de serotonina, o neurotransmissor responsável pelo bem-estar. Além disso, a suplementação contra insônia não causa dependência ou efeitos colaterais.

Você sofre com insônia comum ou já passa pela dificuldade crônica? Conte nos comentários sua experiência com os problemas para pegar no sono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *